Prevalência de automedicação entre adolescentes escolares de 15-19 anos

  • Luanna Kattaryna Penha de Araújo UFPE
  • Paulo Sávio Angeiras de Goes Faculdade de Medicina de Olinda
Palavras-chave: Automedicação, Adolescente, Fatores de risco

Resumo

Introdução: Estudos voltados para a população adolescente demonstram que a automedicação nesta faixa etária é frequente, sendo necessário conhecer em que medida estes indivíduos estão sujeitos a esta prática. Objetivo: Avaliar a prevalência da automedicação entre adolescentes em idade escolar. Métodos: Trata-se de um estudo de corte transversal, que se encontra integrada ao “Levantamento das condições de saúde bucal e psicossocial dos escolares de 15 a19 anos do Município de São Lourenço da Mata – PE”, sendo o estudo de origem um estudo de base para uma coorte com fonte de dados primários. A pesquisa foi realizada nas escolas públicas e incluídos os adolescentes de 15 a 19 anos, matriculados em escolas da rede pública de São Lourenço da Mata. Resultados: Os resultados apontam que um grande percentual da população adolescente local pratica a automedicação (64,7%). Conclusão: Pode-se concluir que a prática da automedicação é comum entre os adolescentes estudados.

Biografia do Autor

Luanna Kattaryna Penha de Araújo, UFPE
Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente-UFPE.
Paulo Sávio Angeiras de Goes, Faculdade de Medicina de Olinda
Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Saúde da Criança e do Adolescente-UFPE, Faculdade de Medicina de Olinda - FMO.
Publicado
04-09-2019
Seção
Artigos Originais