Correlação da fração inspirada de oxigênio no intraoperatório e pós-operatório imediato com a menor incidência de infecção do sítio cirúrgico: Uma revisão sistemática da literatura

  • Ana Roberta de Vasconcelos Mororó Wanderley FMO
  • Sérgio Manoel Lemos de Carvalho FMO
  • Rafael Bueno de Andrade FMO
  • Gabriella Caroline de Carvalho Gomes FMO
  • Raphaella Amanda Maria Leite Fernandes FMO
Palavras-chave: Oxigenoterapia, Infecção de sítio cirúrgico, Intraoperatório, FiO2 e Pós-operatório

Resumo

Objetivos: Identificar nos artigos revisados a FIO no intraoperatório e pós-operatório ideal para reduzir a incidência de ISC. Métodos: Desenvolveu-se uma revisão sistemática da literatura, com busca nas bases de dados: LILACS, PUBMED e SCIELO para responder a seguinte questão norteadora: Correlação da FiO no intraoperatório e pós-operatório imediato com a menor incidência de ISC. Resultados: Na avaliação dos  artigos estudados, não comprovaram relevante melhoria na ISC após a utilização de altas FiO. Porém, estudos evidenciaram menor incidência  desta infecção nos pacientes que receberam altas concentração de oxigênio suplementar no intraoperatório e pósoperatório. Conclusão: Existe correlação entre o aumento da FIO no intraoperatório e pós-operatório com a menor  incidência de ISC. Entretanto, diante da pequena quantidade de estudos disponíveis na literatura, da heterogeneidade das populações e dos procedimentos cirúrgicos conclui-se que são necessárias mais pesquisa.

Biografia do Autor

Ana Roberta de Vasconcelos Mororó Wanderley, FMO
Acadêmicos de Medicina da FMO e membros da LACMA.
Sérgio Manoel Lemos de Carvalho, FMO
Acadêmico de Medicina da FMO e membro da LACMA.
Rafael Bueno de Andrade, FMO
Acadêmicos de Medicina da FMO e membros da LACMA.
Gabriella Caroline de Carvalho Gomes, FMO
Acadêmica de Medicina da FMO e membro da LACMA.
Raphaella Amanda Maria Leite Fernandes, FMO
Coordenadora Acadêmica da FMO e orientadora da LACMA.
Publicado
05-09-2019
Seção
Artigo de Revisão