Estratégia de adesão do público masculino às ações voltadas para a saúde do homem

relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.56102/afmo.2023.238

Palavras-chave:

Saúde do homem, Atenção primária à saúde, Política de saúde

Resumo

A população masculina é mais propensa a doenças, principalmente crônicas e graves, com maiores taxas de mortalidade. Isso decorre de uma cultura marcada pela falta do hábito de procurar pelo atendimento médico, resultando em diagnósticos tardios e complicações irreparáveis. Assim, para superar esse quadro, foi estabelecida a Política Nacional de Atenção Integrada à Saúde do Homem (PNAISH). Nesse
contexto, o presente trabalho relata uma experiência em uma Unidade Básica de Saúde, localizada em um município Pernambucano, que utilizou estratégias para aproximar a população masculina dos serviços de saúde. Ao passo que, em longo prazo, pode ter como resultado a redução da morbimortalidade masculina por causas previsíveis associadas à saúde do homem.

Biografia do Autor

Jordan Abelardo do Nascimento Nunes, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculado à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Leane de Fátima Matias do Nascimento, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculada à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Marcos Vinícius Ferreira Fausto, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculado à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Myllena Farias Oliveira, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculada à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Nelson Gabriel Lippo Turmina, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculado à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Priscila Rossany de Lira Guimarães Portella, Faculdade de Medicina de Olinda

Vinculada à Faculdade de Medicina de Olinda. Olinda, Pernambuco, Brasil.

Referências

Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Política nacional de atenção integral ao homem: princípios e diretrizes [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2008 Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_atencao_saude_homem.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria Nº 1.944, de 27 de agosto de 2009, Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt1944_27_08_2009.html

Moura EC, Santos W, Neves ACM, Gomes R, Schwarz E. Ciênc. Saúde Coletiva. 2014; 19 (02). Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/SvzSh9fTZwFRGwTfKm4KXPF/?lang=pt#

Schwarz E, Gomes R, Couto MT, Moura EC, Carvalho SA, Silva SFC. Política de saúde do homem. Rev Saúde Pública [Internet]. 2012; 46 (Supl1):108-16. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-89102012000700015&script=sci_abstract&tlng=pt

Gomes R. Sexualidade masculina e saúde do homem: proposta para uma discussão. Ciênc Saúde Col. 2003; 8 (3): 825-9. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141381232003000300017&lng=en

Oiticica RMB. Proposta de Intervenção para Aumento da Procura da População Masculina Por atendimento nas Unidades de Saúde da Família de Campo Grande -AL. (Trabalho de conclusão de curso apresentado ao curso de especialização em atenção básica em estratégia saúde da família da Universidade Federal de Minas Gerais). Polo Maceió -AL. 2016:32p. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/imagem/proposta_interven%C3%A7ao_aumento_procura_popula%C3%A7ao.pdf

Publicado

2023-12-22

Como Citar

do Nascimento Nunes, J. A., de Fátima Matias do Nascimento, L., Ferreira Fausto, M. V., Farias Oliveira, M., Lippo Turmina, N. G., & de Lira Guimarães Portella, P. R. (2023). Estratégia de adesão do público masculino às ações voltadas para a saúde do homem: relato de experiência. Anais Da Faculdade De Medicina De Olinda, 1(10), 102–106. https://doi.org/10.56102/afmo.2023.238

Edição

Seção

Relato de Experiência